quinta-feira, 30 de abril de 2009

Vice-governador participa de reunião em Caratinga

O governador em exercício Antonio Augusto Anastasia preside a reunião da Associação de Municípios da Microrregião da Vertente Ocidental do Caparaó (Amoc), nesta quinta-feira (30), no auditório do Centro Universitário de Caratinga (Unec).

Participarão da reunião os 26 prefeitos da Amoc, incluindo seu presidente, o prefeito de Inhapim, Grimaldo de Oliveira Bicalho; o prefeito anfitrião, João Bosco Gonçalves; e o presidente da Associação Mineira de Municípios, Celso Cota.

Agência Minas

DURANDÉ: Polícia prende tranficante perigoso do Rio

A polícia vai investigar a compra do Sítio Figueira, onde o traficante Márcio da Silva Lima, o Tola, estava escondido em Durandé. Considerado um dos chefes de tráfico na zona oeste do Rio de Janeiro, ele foi preso sexta-feira, 24, pela manhã, na região do Córrego dos Lemos, na zona rural. A propriedade, onde ele estava desde o dia 18 de abril, tem 19 hectares, o que equivale a 190 mil metros quadrados.
Tola era chefe do tráfico nas comunidades de Senador Camará e Vila Aliança, em Bangu, Zona Oeste, mas se afastou de seu reduto depois que os líderes da facção Terceiro Comando Puro (TCP) Márcio José Sabino Pereira, o Matemático, e Nei da Conceição Cruz, o Facão, receberam o benefício do trabalho extra-muros, no início deste mês, e não voltaram para a cadeia. Tola, então, sentindo-se ameaçado, levou a família para o sítio comprado em nome dos sogros.
15 MIL PÉS DE CAFÉ
A propriedade foi comprada em maio de 2006 por R$ 38.068, de acordo com a escritura registrada no cartório da Comarca de Manhumirim, município de Durandé. À época, a fazenda tinha 15 mil pés de café em produção. De acordo com dados do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural, declarado à Receita Federal, em 2007 o sítio valia R$ 39.362,72.
Ao ser preso na manhã de sexta-feira, em Durandé, interior de Minas Gerais, o traficante Márcio da Silva Lima, o Tola, 35 anos, ainda tentou reagir. Mas mancando por causa de um tiro de fuzil que recebeu na perna esquerda, acabou se entregando aos agentes da 38ªDP (Brás de Pina). Tola, um dos bandidos mais procurados do Rio, chegou à cidade no início da noite de sexta-feira, 24/04.
Os agentes prenderam o traficante após passar 24 horas dentro de dois carros, vigiando a casa onde ele estaria escondido, numa fazenda de café. Foram seis meses de investigação até chegar à pequena cidade de 6 mil habitantes.
O Disque-Denúncia oferecia R$ 2 mil por informações que levassem ao paradeiro do traficante. Bandido sanguinário, Tola chegou a manter em cativeiro dois Jacarés do Papo-Amarelo, que foram apreendidos em uma operação na Favela da Coréia. Segundo a polícia, os animais eram usados para amedrontar as vítimas de sequestro-relâmpago que eram levadas para a comunidade. Os animais seriam alimentados com pedaços de corpos dos inimigos do traficante.
Fonte: Jornal O Dia

ABRE CAMPO: 33 buchas de maconha apreendidas

A gari Maria Aparecida Cunha Moisés, 39 anos, foi presa na tarde de terça, 28, em sua casa no bairro Rosário, em Abre Campo.
Segundo a Polícia Militar havia denúncia de envolvimento com o tráfico. Com um mandado de busca e apreensão, os policiais foram até a residência e encontraram 33 buchas de maconha e um tablete da droga com 15 cm de comprimento por 07 de largura.
Ela foi presa e conduzida para a Delegacia de Polícia.
Carlos Henrique Cruz

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Empresário é morto a facadas em Ponte Nova

Valeriano dos Santos Augusto, 35 anos, Negão, matou o empresário Julio César Mabub, 38 anos (foto), que se encontrava no interior de um bar bebendo cerveja no distrito de Vau-Açu, em Ponte Nova, no domingo. O autor já tem passagem por homicídio na região metropolitana de Belo Horizonte e foi preso pouco tempo depois. Segundo testemunhas, Valeriano insistia nas provocações e falou que iria fumar maconha no bar perto do comerciante. Em certo momento, Júlio teria dado uns “empurrões” em Valeriano e pediu para que ele fosse embora. Negão saiu, foi em casa e voltou para o bar. Ele continuou com as provocações.
O comerciante foi em direção a Valeriano, que nessa hora sacou de uma faca e deu golpes contra Júlio. Ele acertou a região axilar direita e a coxa esquerda do empresário.
Júlio foi socorrido até o Hospital Arnaldo Gavaza Filho em Ponte Nova por populares e morreu antes de ser atendido. Valeriano fugiu.
Negão foi localizado e preso instantes mais tarde por uma equipe da Polícia Militar. Ele estava com as roupas sujas de sangue e carregava a faca do crime. Valeriano foi levado para a delegacia de Ponte Nova. Ele já possui passagem na cidade de Contagem – região metropolitana de Belo Horizonte - por homicídio.
Unidade Notícias

Polícia apreende drogas em ambulância

Uma ambulância da Prefeitura de Ipanema, utilizada para transporte de pacientes da cidade para Belo Horizonte, foi interceptada pela Polícia Militar perto do Terminal Rodoviário na madrugada de sábado, 25. Os policiais apreenderam crack e cocaína no carro depois de uma denúncia anônima.
Na abordagem, a equipe policial encontrou com o auxiliar de serviços gerais, Jesus Milton do Nascimento, de 45 anos e com Geann Morais do Nascimento, de 22 anos uma pedra de crack, de peso aproximado de 240 gramas. Na ambulância, também estava o comerciante Firmino Rodrigues Dias Filho, 40 anos, que levava uma pequena porção de cocaína (10 gramas) dentro do sapato.
Os três homens e o motorista da ambulância, Itamar Moreira da Silva, de 31 anos, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia. Jesus Milton e Geann Morais foram autuados pelo crime de tráfico de drogas.
A polícia não divulgou detalhes sobre o depoimento dos envolvidos. O veículo é utilizado com freqüência para o transporte de pacientes de Ipanema a Belo Horizonte.
Carlos Henrique Cruz - Com informações da TV SuperCanal Caratinga Foto ilustrativa

terça-feira, 28 de abril de 2009

MATIPÓ: Mudança ou retrocesso

Reportagens divulgadas em sites da região demonstram que eleições nem sempre dão bons resultados para os municípios. Matipó, por exemplo, é uma cidade que vive um retrocesso, um caminho inverso do desenvolvimento com relação à prestação de serviços públicos. Na saúde, a atual administração tem divulgado um trabalho de atendimento na zona rural, o que já era feito anteriormente com uma cobertura de 100% em todas as especialidades médicas. Atualmente, somente a odontologia é oferecida, isso ainda com deficiência e apenas com marcação de consultas.
A precariedade dos atendimentos resulta na formação de grandes filas nos postos de saúde da cidade, tendo que o usuário acordar de madrugada para conseguir atendimento. Toda estrutura deixada pela administração anterior não é bem utilizada e a população, prejudicada, começa a manifestar sua insatisfação, é comum escutar populares reclamando da falta de profissionais qualificados e da disponibilidade de atendimento que hoje é regulada em uma pequena quantidade de atendimentos diários, o que não ocorria anteriormente.
Outros setores que ainda não funcionam bem no município é o administrativo da prefeitura. Para se ter uma idéia, quem necessitar de um documento emitido pelo executivo, tem que esperar por cerca de 60 dias e, ainda, correndo o risco de ficar sem o documento. A administração voltou aos velhos tempos onde tudo se resolvia com uma caneta e um pedaço de papel de pão. Os investimentos na informatização dos dados da prefeitura realizados nos anos de 2007 e 2008 foram simplesmente abandonados.

As reclamações vem não somente da população que necessita dos atendimentos e, sim, também de funcionários que reclamam que os salários não são pagos em dias fixos. Cada mês se escolhe uma data para quitar os proventos dos servidores. Alguns funcionários, que preferiram não se identificarem, afirmam que chegam a ficar 45 dias sem receber a remuneração. Há ainda casos de prestadores de serviços que não conseguem mais prestar serviços, pois com o atrazo nos pagamentos, não tem mais crédito nos postos de combustívies, e quando recebem não é o suficiente para quitar toda a dívida, pois eles também precisam comer, vestir seus filhos e saciar suas necessidades básicas do dia-a-dia. Em comparativo com as administrações anteriores, o município parece estar abandonado. Estradas rurais esburacadas, postos de saúde funcionando muito precariamente, projetos sociais importantes abandonados, além de acidentes envolvendo carro da prefeitura fora do horário de expediente, como aconteceu há alguns dias com o carro que atende o gabinete do prefeito, vale a pena ressaltar que anteriormente todos os veiculos contavam com a segurança do seguro total, agregado ao seguro obrigatório, o que dava mais comodidade e segurança aos passageiros e motoristas. Enfim, uma verdadeira mudança que não corresponde às promessas de campanha.

Para exemplificar, em Manhuaçu, o setor privado de eventos de grande porte, responsáveis pela realização de grandes festas, construíram um enorme e charmoso centro de eventos, já que Matipó não figura mais entre as cidades com as melhores festas e programações culturais da região. O ano de 2009 ficará marcado pela decadência cultural da cidade.
São essas e outras notícias que você ficará sabendo. Pois, quando se propõe mudanças e o povo concorda com elas nós, enquanto cidadãos, buscamos por essas mudanças.
As alegações de falta de recursos não é legítima, pois os mesmos repasses feitos ao município na gestão passada pelo Governo Federal estão sendo feitos atualmente, e quanto as dívidas tão faladas, o governo anterior também herdou dívidas, e precatórios que comprometeriam os investimentos e o atendimento à população, mas com uma boa equipe administrativa e com responsabilidade e administração, se pôde fazer muita coisa com poucos recursos, é o que prega a Lei de Responsabilidade Fiscal, "Compromisso Com o dinheiro do povo". Willian Chaves Veja alguns links e relembre boas notícias: http://www.portalcaparao.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=2887&Itemid=51 http://www.portalipanema.com/v1/index.php?option=com_content&task=view&id=123&Itemid=1

Câmara de São João autoriza convênio para asfaltamento de estrada

A Câmara de Vereadores de São João do Manhuaçu autorizou a Prefeitura Municipal a firmar convênio com o Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) para a elaboração de um projeto para asfaltamento da estrada que liga Santa Margarida à BR-116. A estrada de acesso à Santa Margarida é considerada um ponto estratégico entre as rodovias BR-262 e BR-116. Localizada a nove quilômetros da estrada para Belo Horizonte, a sede do município fica a outros 15 quilômetros da Rio-Bahia, em São João do Manhuaçu. Mais de metade já foi asfaltada. “Os sete quilômetros restantes são no nosso município”, ressaltou o vereador Américo Courradesqui, presidente da Câmara de São João do Manhuaçu.
A ligação entre as duas rodovias federais reduz em cerca de trinta quilômetros o acesso a Belo Horizonte e beneficia os moradores de Caiana, Carangola, Divino, Espera Feliz, Faria Lemos, Fervedouro, Orizânia, Pedra Dourada, São João do Manhuaçu e Tombos.
Américo explicou que os vereadores votaram o projeto de forma unânime e autorizaram a Administração a firmar o convênio com o DER-MG. “Sabemos do empenho do Prefeito João Carolino e tenho certeza de que o nosso vizinho, prefeito Geraldo Schiavo, de Santa Margarida, também está lutando por esse benefício”, ressaltou.
Américo explicou que além de reduzir distância, a estrada asfaltada servirá muito aos moradores de São João do Manhuaçu. “Vai facilitar o acesso à cidade, o escoamento da safra e a procura por escolas e atendimento de saúde. Isso vai melhorar a qualidade de vida aos moradores da Vila Alto Paraíso e demais córregos das imediações”, destacou.
Carlos Henrique Cruz

Dez armas apreendidas em Espera Feliz

A equipe do Tático Móvel da Polícia Militar de Espera Feliz apreendeu dez armas de fogo no povoado de São Sebastião da Barra, durante a tarde de segunda, 27. Eles chegaram à casa de José Vilete Januário, 64 anos, após denúncia anônima de que ele possuía várias armas de fogo.
Os policiais apreenderam três garruchas, um rifle e seis espingardas; 22 cartuchos intactos e 27 cartuchos deflagrados de diversas marcas e calibres. José Vilete foi preso e conduzido até a Delegacia de Polícia com as armas apreendidas.
Portal Caparaó - Carlos Henrique Cruz

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Hospital São Sebastião agradece ajuda ao deputado João Magalhães

O Hospital São Sebastião de Raul Soares, através do seu Provedor Pároco Pe. José da Silveira Miguel e Diretoria Administrativa, promoveu, hoje (25) às 9:00h, uma cerimônia informal, simples, mas grandiosa em seu espírito, pois o objetivo do encontro era o de agradecer ao Deputado Federal João Magalhães, pela verba no valor de R$ 200.000,00, que ele destinou à entidade.
O encontro foi aberto pelo vereador Célio Nesce, que foi quem, em conversa com Eldim Fragoso e João Magalhães, articulou para que essa verba fosse destinada para uma instituição de Raul Soares.
O deputado João Magalhães, com muita cordialidade, esclareceu que se sentia até emocionado com a homenagem, pois raras foram as vezes em que em sua vida pública alguém havia se lembrado de agradecê-lo por uma ajuda.
Lembrou que tem feito o possível para ajudar as entidades que cuidam da saúde, pois sabe muito bem o que isso significa, principalmente para a população, independentemente de política, pois "dentro de um hospital o assunto é saúde; política a gente conversa depois da porta", disse. Garantiu que essa não será a única ajuda e que podem contar com ele que mais verbas virão, pois, segundo afirmou, fica triste ao ver alguns hospitais serem fechados no estado por falta de amparo. Um hospital que fecha é uma perda inestimável para todos, pois, devido aos problemas que enfrentará, jamais reabrirá suas portas, finalizou.
Discursaram ainda o Provedor do Hospital, Pe. José da Silveira Miguel, o médico Dr. Wilson Elias Salomão, a vereadora Fernanda Cristyne e Joaquim Fragoso; Eldim Fragoso, o diretor administrativo do hospital, o Secretário de Saúde Marcos, e outros que também estiveram presentes à reunião.
Na primeira foto, o deputado João Magalhães ladeado pela vereadora Fernanda Cristyne e o médico Dr. Sebastião e demais presentes ao encontro; na segunda, o vereador Célio Nesce ao lado do deputado João Magalhães.
Pascoal Online

Fernando Pimentel inicia projeto para Governo do Estado em Manhuaçu

O ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, esteve em Manhuaçu no último sábado, 25/04, cumprindo a primeira visita pelas cidades do interior do estado para conhecer as demandas e formatar um projeto para administrar Minas Gerais. O tom de pré-candidatura permeou a palestra que ele apresentou sobre as Perspectivas de Desenvolvimento para o Estado. Acompanhado dos deputados federais Virgílio Guimarães, Miguel Corrêa e Mário Heringer e dos estaduais Wellington Prado e Durval Ângelo, o ex-prefeito da capital chegou a Manhuaçu com vereadores e o vice prefeito de Belo Horizonte Roberto de Carvalho.
Na agenda, a visita começou pela Prefeitura Municipal. Fernando Pimentel justificou a escolha da cidade e lembrou o movimento revolucionário de 1967 conhecido como Guerrilha do Caparaó. “Manhuaçu e a região do Caparaó simbolizam muito a tradição do nosso estado. Começamos por aqui para conversar com as lideranças políticas, empresariais e sociais para ouvir os problemas e as reivindicações e começar a construir um projeto para administrar Minas Gerais”.

Na segunda parte da visita, ele foi recepcionado por prefeitos, vices, lideranças e vereadores de mais de quarenta cidades da região na sede da Câmara de Vereadores de Manhuaçu.

Acompanhado do prefeito Sérgio Breder e do presidente da Câmara de Manhuaçu Antônio Carlos Xavier da Gama, Pimentel foi saudado pelas lideranças como pré-candidato ao governo mineiro. O secretário Mário Assad Júnior pediu empenho com relação à questão da cafeicultura e o prefeito de Manhuaçu mostrou a necessidade de maiores investimentos em obras estruturais nas cidades da região do Caparaó.

Na fala aos empresários e lideranças, Fernando Pimentel explicou que a região tem um foco na cafeicultura de exportação e já está sentindo os efeitos da crise. “Converso muito com os Ministros e o Presidente Lula para que protejamos a agricultura e assim atravessemos esse período de turbulência. Eu acho que o Brasil tem condições de sair dessa crise melhor do que entrou, mas há muito a ser feito”.

PROJETO

Para o ex-prefeito da capital, a política mineira tem como base o espírito de buscar o entendimento. “O Governador Aécio Neves é de outro partido, mas isso não nos impediu de construir uma parceria muito sólida ao longo dos oito anos em que estive na Prefeitura de Belo Horizonte. Tenho o governador como um grande amigo e pode ser que estejamos separados na campanha eleitoral de 2010, porém isso não vai diminuir o respeito e a admiração que tenho por ele e também não vai reduzir a parceria que teve comigo e com outras lideranças do estado”.

Pimentel explicou que não descartou a aliança com Helio Costa. “Eu não descarto aliança com ninguém. Pelo contrário, eu acho que o PMDB tem tudo para ser um grande aliado do nosso partido nas eleições de 2010. O que eu falei sexta e talvez possa ter sido mal interpretado é que toda aliança tem dificuldades, pelo próprio fato de ser aliança”. Ele ainda comparou a situação ao que aconteceu na disputa de Belo Horizonte, em 2008. “Devemos fazer um acordo para a eleição, mas não devemos escamotear as dificuldades.Temos dificuldades, inclusive com o PMDB, mas vamos discutir isso com maturidade. Todos os partidos da base aliada são necessários. Não devemos fingir que alianças são fáceis. 2010 não vai ser um caminho de rosas, mas acho que vamos discutir e chegar a uma solução”.

Fernando Pimentel insistiu que ainda é cedo para falar em nomes e não admitiu se aceitaria ser vice. “Acho que este momento ainda é inicial e não está se discutindo nomes. O que faço aqui em Manhuaçu é ouvir as demandas e começar a formatar um projeto. A questão de nomes ainda é assunto do futuro”.

ELOGIO

Pimentel ainda elogiou a Administração de Manhuaçu. “Durante a caminhada, notei as pessoas cumprimentando o prefeito Sérgio Breder e sei da boa avaliação de sua gestão. Acho isso essencial, pois é o prefeito que está perto do povo e, portanto, é uma avaliação muito mais significativa do que por exemplo um dado sobre a gestão do governador ou do presidente. Um prefeito bem avaliado, prestem atenção, vale ouro”.

O ex-prefeito ainda recebeu uma placa de agradecimento do prefeito de Manhuaçu Sérgio Breder e uma cesta de produtos da região entregue pela vereadora Maria Imaculada.

Carlos Henrique Cruz

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Aécio sinaliza candidatura à presidência em Ouro Preto

A celebração da Inconfidência Mineira nesta terça-feira em Ouro Preto (MG) serviu como plataforma da pré-candidatura do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB). Na Praça Tiradentes, não faltaram faixas e manifestações de apoio ao governador, que voltou a dar indícios que no início do ano que vem irá se desincompatibilizar do cargo para se candidatar em 2010.
”Ao presidir, pela última vez, esta celebração em que reverenciamos os valores herdados dos nossos antepassados, o faço com a mesma emoção e o mesmo sentimento com que compartilhei, pela primeira vez, com os mineiros, a liturgia desta cerimônia”, disse. “Procurei, a cada segundo dos últimos anos, honrar a nossa bandeira, a bandeira sob a qual nos reunimos aqui hoje (terça-feira)”.
Como pela legislação eleitoral terá de deixar o governo no início de abril do ano que vem, Aécio presidiu pela última vez a comemoração de Tiradentes. Caso não se viabilize como presidenciável tucano, o governador deverá disputar uma cadeira no Senado. Mas na solenidade, marcada pela pré-comemoração do Ano da França no Brasil, não faltaram menções e manifestações de apoio ao seu projeto presidencial.
Anfitrião, o prefeito de Ouro Preto, Ângelo Oswaldo (PMDB), foi enfático em seu discurso, afirmando que o nome do governador mineiro é o que oferece ao país a certeza de novas perspectivas". O prefeito observou que os "ventos da mineiridade são favoráveis" a Aécio em 2010, lembrando que o próximo ano marcará o centenário de nascimento de Tancredo Neves; os 50 anos da inauguração de Brasília por Juscelino Kubitschek; e os 25 anos da redemocratização, "liderada por Tancredo". “Minas desarma as hegemonias conflituosas, restaura, mostra e sustenta a harmonia. Os mineiros hão de acompanhar vossa excelência ao Planalto”, disse.
Aécio defendeu um projeto nacional inspirado em Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek, que permita o Brasil superar a crise econômica internacional. E reiterou as cobranças por reformas. "É hora de reunirmos, a nação inteira, para a tarefa de promover as mudanças corajosas que a realidade exige. Essa tarefa ainda se encontra inconclusa".
O evento foi marcado mais uma vez pela pomba, com telões espalhados pela praça, tapete vermelho e a participação de diversos artistas. Com o lema "Liberdade, ainda que tardia", que inspirou a Inconfidência. 236 pessoas ao todo foram agraciadas, entre autoridades brasileiras e francesas.
Fonte: Portal UAI Fotos: Agência Minas

quinta-feira, 16 de abril de 2009

CARATINGA: PM para ônibus de boias-frias e prende traficante

Um ônibus que transportava boias-frias para apanharem café em uma fazenda na zona rural foi interceptado pela Polícia Militar na manhã de ontem na Avenida Dário Grossi. A PM havia recebido denúncia anônima, informando que Marcos Antônio Barroso,35 anos, conhecido por “Marquinho Negão”, teria levado drogas para vender em lavouras de café da mesma fazenda na última terça-feira, conseguindo levantar a quantia de R$ 500 na venda. A polícia soube também que ontem Marquinho levaria novamente drogas para vender entre os boias frias, enquanto apanhassem café.

Na Avenida Dário Grossi a polícia abordou dois ônibus da fazenda e Marquinho estava em um deles. Quando ele viu os militares, dispensou um invólucro plástico debaixo do banco onde estava sentado. No invólucro a polícia encontrou 31 pedras de crack e cinco buchas de maconha embaladas e prontas para o comércio. O boia fria foi preso e conduzido para a 36ª Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Fonte: Diário de Caratinga

ABRE CAMPO: Homem atira na cabeça e lamenta não ter matado

“Eu só me arrependo de não ter planejado direito, por isso não consegui matá-lo”. A fala do pedreiro Carlos Henrique dos Santos, 25 anos, mostra o ódio que o rapaz nutriu durante 21 anos contra o vaqueiro Geraldo Acácio de Lima, o Geraldo Vermelho, 44 anos. O garoto cresceu ouvindo as histórias do assassinato da irmã e foi vingar a morte dela. Na manhã, desta terça, em Cachoeira do Livramento, zona rural de Abre Campo, acertou um tiro na cabeça do vaqueiro, mas ele não morreu.
Acompanhado de um colega, Carlos Henrique atirou por duas vezes. A segunda bala não saiu. Ele e o amigo fugiram. O pedreiro foi preso na tarde de terça, perto de um campo de futebol da comunidade, depois de uma denúncia para a Polícia Militar. A bala atingiu Geraldo na cabeça, perto do ouvido. Ele foi internado no hospital da cidade e não corre risco de morte.
VINGANÇA
Segundo o delegado de Abre Campo, Dr. Carlos Roberto, o pedreiro Carlos Henrique saiu de Belo Horizonte para Abre Campo, em companhia de um colega com a intenção de matar Geraldo Vermelho. Armou-se com uma garrucha e passou a vigiar o vaqueiro.
Na madrugada desta terça, aproveitou o momento em que ele estava sozinho no curral e atirou duas vezes. Somente um disparo saiu. O rapaz ainda fez uso de crack e álcool antes do crime.
Há 21 anos, Geraldo Vermelho matou a irmã de Carlos Henrique, de nome Elizabete da Silva Peçanha. Nessa época, o pedreiro tinha cerca de dez anos. Geraldo foi condenado, na época, a doze anos de prisão.
Carlos Henrique diz ter crescido ouvindo a história da morte de sua irmã. Ele contou que sempre ouviu que Geraldo Vermelho foi a uma “venda” e comprou uma faca dizendo: “hoje mato uma capada”. Geraldo nutria, contou Carlos Henrique, uma paixão não correspondida por Elizabete e por isso resolveu matá-la. A mulher estaria grávida quando foi morta.
Dr. Carlos Roberto explicou que Carlos Henrique vai responder por tentativa de homicídio qualificado pela dissimulação, considerado crime hediondo. Ele não demonstrou qualquer arrependimento.
As investigações agora buscam identificar o segundo envolvido.
Carlos Henrique Cruz

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Nova parceria traz marca de acessórios

A mais nova parceria do Blog do Willian Chaves é a marca de acessórios alternativos Coisas de Chicas idealizada pelas Jornalistas Fabiana Aredes e Márcia Lima Fonseca.

Coisas de Chicas tem como conceito principal a autenticidade, criatividade e originalidade. Usando tecidos e materiais alternativos, mistura de cores, estampas e texturas; o luxo se mistura ao simples e formam peças únicas. E para colaborar com o nosso tão maltratado meio ambiente usamos materiais recicláveis para criação de algumas peças. Vale a pena conferir esse trabalho. Acesse: www.coisasdechicas.blogspot.com

Willian Chaves

MANHUAÇU: Após 26 horas de julgamento são condenados os acusados de matar oficial de justiça

Foram 26 cansativas horas de julgamento. Um dos mais longos da história de Manhuaçu. O resultado condenou Edmardo Antônio a 24 anos e oito meses de prisão, enquanto Wellington Soares Martinez cumprirá 13 anos e quatro meses. Os dois foram condenados pela tentativa de homicídio (2005) e pela execução (2007) do oficial de justiça Bernardo Mendonça Tebet. (Foto da reconstituição em junho de 2008) Numa história que teve mais reviravoltas do que uma novela de horário nobre, o julgamento foi marcado pelos vários capítulos que a população de Manhuaçu acompanhou nos últimos dois anos. O seguro de vida de dois milhões de reais; o esquema de empresas laranjas para sonegar 18 milhões em impostos; a história de que o morto encomendou a própria morte e por fim os grampos telefônicos envolvendo até o ex-Ministro da Justiça Ibrahim Abi-Ackel e o ex-prefeito de Santa Margarida, apontado como o Barão do Café, noticiados anteriormente pelo BLOG DO WILLIAN CHAVES.
O JULGAMENTO O júri foi composto por cinco mulheres e dois homens. A partir de dez horas, começaram a ser ouvidas testemunhas e os dois réus. Essa primeira fase se estendeu até às 23 horas. No processo, de mais de quatro mil páginas, um relato surpreendente de um esquema de café em que Bernardo aparece como o principal pivô. O oficial de Justiça era executado pela Receita Federal por uma dívida de R$ 18 milhões, por sonegação de impostos. Levantamentos apontaram que ele tinha uma empresa de corretagem de café, que seria usada por produtores rurais para sonegação de impostos da venda do produto. Edmardo, através de seu depoimento, e sustentado pelo advogado Roberto Gomes negou envolvimento com os crimes. Wellington Soares Martinez sustentou a confissão de que matou Bernardo a pedido dele mesmo para que deixasse o seguro para a viúva. O Ministério Público, representado pelos promotores Geaninni Maeli Mota Mirande e Fábio Santana, utilizou gravações telefônicas autorizadas pela Justiça em nove telefones para sustentar a acusação de que Bernardo foi executado sem que pudesse se defender. O oficial de justiça teria a receber de Nelito R$ 100 mil de comércio de sacas de café supostamente ilegal. Nelito é apontado pelo Ministério Público Estadual de ter contratado dois pistoleiros para matar o oficial de Justiça, para não pagá-lo. O delegado do caso foi citado como suspeito de mudar os resultados das investigações iniciais e não acusar Nelito. O Ministério Público ainda teve a assistência do advogado Reinaldo Magalhães e pedia a condenação dos dois pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio. O debate entre defesa e acusação atravessou a madrugada. Poucas pessoas assistiram todo o julgamento. A viúva, Mônica Porto Tebet, bastante abalada e se apoiando em uma Bíblia assistiu grande parte do júri. SENTENÇA Por volta de 9 horas, os jurados se retiraram para a sala secreta. A sentença foi anunciada pelo Juiz Criminal Dr. Valteir José da Silva por volta de 11 horas. Edmardo foi condenado a 13 anos pela tentativa de homicídio (reduzidos para 8) e mais 16 anos pelo homicídio. Pena total de 24 anos e oito meses. Wellington, que confessou o crime e aproveitou do benefício da delação premiada teve atenuantes. Foi condenado a 12 anos pela tentativa de homicídio e 15 pelo homicídio (reduzidos para 9). A pena final foi de 13 anos e 4 meses. O ex-prefeito de Santa Margarida conseguiu que seu processo fosse desmembrado e por isso não foi a julgamento junto com eles. Eduardo Satil

MANHUAÇU: Julgamento de acusados de assassinar oficial de justiça já passa de 24 horas

Já passa de 24 horas o julgamento dos acusados de matar o oficial de Justiça Bernardo Mendonça Tebet (foto) em agosto de 2007. O assassinato aconteceu na MG-111, entre Reduto e Manhumirim. Os acusados de executarem o oficial, Edmardo Antônio e Wellington Soares Martinez estão com os olhos fixos no chão do Fórum Desembargador Alonso Starling desde o início do julgamento. A sessão começou às 9:30 de ontem. Durante todo o dia e parte da noite foram ouvidos os acusados e as testemunhas. Após as 23 horas, iniciou-se os debates entre acusação e defesa, que varou madrugada a dentro. O último a falar foi advogado Roberto Gomes que defende Edmardo. Neste momento, os jurados permanece na sala secreta, onde não podem ter contato com nenhuma pessoa. Os dois são acusados ainda de envolvimento na tentativa de homicídio em 2005 contra o próprio oficial.
O Ministério Público acusa que no dia 21 de novembro de 2005, Wellignton Martinez, com intenção de matar, combinado com Edmardo, mediante a promessa de recompensa, atirou várias vezes contra Bernardo, nas proximidades da comunidade de Vila Formosa. O oficial de justiça sobreviveu ao atentado.
O MP acusa ainda que no dia 20 de agosto de 2007, por volta de 21 horas, na região da Ponte dos Gamas, km 92 da MG-111, entre Reduto e Manhumirim, Edmardo combinado com Wellington atirou em Bernardo e o matou, montando em seguida um cenário que aparentava um roubo. Além da questão da recompensa, a Justiça Criminal entendeu que o crime de homicídio ocorreu mediante traição e por recurso que dificultou a defesa de Bernardo. Wellington e Edmardo (foto) são defendidos pelos advogados Roberto Gomes Pereira Neto e Alex Barbosa de Matos. Na acusação atuam os promotores Geaninni Maeli Mota Miranda e Fábio Santana, além do assistente advogado Reinaldo Magalhães.
A defesa de Edmardo sustenta a tese de negativa de autoria e o advogado Alex Barbosa defende que Wellington matou Bernardo a pedido do próprio oficial de justiça.
O movimento no fórum é fraco e poucas pessoas acompanham o júri. A viúva de Bernardo Mendonça, Mônica Porto Tebet, acompanha todo o julgamento muito abatida e segurando uma Bíblia Sagrada, amparada por amigos.
INDÍCIOS
Apesar das mudanças de versão na confissão de Wellington, o juiz explica na sentença que há indícios suficientes no processo de que o rapaz e Edmardo executaram. O ex-prefeito de Santa Margarida, Manoel Pereira Lima, o Nelito, é apontado como mandante, mas não foi a julgamento por força de medidas tomadas pelos seus advogados, que são do escritório do ex-deputado federal Ibrahim Abi-Ackel. Escutas, quebra de sigilos bancários e telefônicos e depoimentos de testemunhas reforçam essa questão.
Wellington (foto) mudou sua versão em depoimento em juízo. Ele manteve a participação de Edmardo e excluiu Nelito. Contudo, o juiz explica que há provas de que Bernardo Mendonça participava de um esquema fraudulento de empresas laranjas de comercialização de café com o objetivo de sonegar impostos. “Bernardo cedia seu nome para a abertura de empresas recebendo em troca porcentagens referentes à comercialização de café realizadas e que o verdadeiro proprietário (…) era Nelito, que lucrava com o esquema fraudulento”, descreveu.
100 MIL REAIS
Em 1º de setembro de 2005, Manoel Pereira Lima confessou, mediante escritura pública, lavrada no cartório de Santa Margarida, uma dívida de R$ 100 mil para com Bernardo. O pagamento foi parcelado em quatro vezes: R$ 16 mil à vista; R$ 30 mil em 31 de julho de 2006; mais R$ 30 mil em 2007 e a última parcela de R$ 24 mil em julho de 2008. Como garantia foi dada a hipoteca de uma propriedade rural. Foram pagas duas parcelas, totalizando 46 mil reais.
“Dessume-se que tal fato, a princípio, foi a causa motivadora do envolvimento do acusado Manoel Pereira Lima, com a morte de Bernardo, visto que concordou em confessar a dívida em favor da vítima, mediante escritura pública, sem dizer os motivos e a origem de tal dívida, sendo portanto, indício suficiente de sua participação nas empreitadas criminosas”, concluiu o magistrado.
Sobre a postura da defesa de Edmardo e de Nelito negando a autoria dos crimes, o juiz entendeu que não conseguiram corroborar as versões apresentadas sobre os fatos narrados na denúncia do Ministério Público. “Os acusados poderão renovar a apresentação de suas versões perante o Júri Popular, e, ali, com mais provas, justificar as suas condutas”, argumentou.nelito.
Além de pronunciá-los para julgamento pelo Tribunal do Júri, o juiz manteve Edmardo e Wellington presos até o júri em Belo Horizonte, enquanto Nelito permanece em liberdade, já que atendeu a todos os chamamentos da Justiça para depor.
Eduardo Satil / Carlos Henrique

terça-feira, 14 de abril de 2009

Acusados de matar a estudante Aline, em Ouro Preto, enfrentam júri

A história de um dos crimes mais cruéis de Minas Gerais está perto de um desfecho. Está previsto para o mês que vem o julgamento de quatro acusados de matar a estudante Aline Silveira Soares, de 18 anos, num ritual macabro em Ouro Preto, na Região Central. Ela foi encontrada com várias perfurações pelo corpo no cemitério da Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia, em14 de outubro de 2001, depois de participar da tradicional Festa do 12, que mobiliza as repúblicas da cidade.

A denúncia encaminhada pelo Ministério Público à Justiça incrimina os estudantes Edson Poloni Lobo Aguiar, Cassiano Inácio Garcia e Maicon Fernandes Lopes, à época moradores da República Sonata, além de uma prima da vítima, Camila Dolabella Silveira. A promotora Luíza Helena Trocilo Fonseca, responsável pela acusação, pede a pena máxima (30 anos) para todos, por homicídio triplamente qualificado (por meio cruel, motivo torpe e sem chance de defesa à vítima).

A instrução do processo foi concluída em 2005, mas ela diz que uma série de recursos da defesa atrasaram a marcação da data do júri. Além disso, os acusados estão soltos e o julgamento de pessoas presas tem preferência. A sessão estava marcada para outubro do ano passado, mas, devido às eleições, foi adiada. “Os feitos eleitorais também têm prioridade”, explica, acrescentando que o caso precisa de uma conclusão: “É tempo demais, o que gera um desgaste danado à Justiça. A família sofre e o povo de Ouro Preto se incomoda muito com o que ocorreu.”

Aline era de Manhumirim, na Zona da Mata, e viajou a Ouro Preto com Camila e uma menor de 17 anos. Elas se hospedaram na República Sonata a convite de Cassiano, que morava no local com os outros rapazes. A jovem foi encontrada ao lado de um túmulo, com 15 perfurações a faca e um corte profundo no pescoço. Desenhos com o próprio sangue foram feitos no corpo. Os braços estavam abertos e os pés, unidos, como se a vítima tivesse sido crucificada.

O caso ganhou repercussão nacional, principalmente depois que o delegado Adauto Corrêa atribuiu o crime a uma partida de Role Playing Game (RPG), em que os jogadores incorporam personagens. Aline teria perdido o jogo na modalidade Vampiro, sendo punida com a morte.

Fábio Fabrini - Estado de Minas

LEÃO: Menos de 40% dos contribuintes entregaram declaração do IR até agora

A 17 dias do fim do prazo para a entrega da declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2009, menos de 40% dos contribuintes enviaram o documento à Receita Federal. Até a manhã de hoje (14), o órgão havia recebido cerca de 9,2 milhões de declarações, o que representa 36,8% de um total estimado em 25 milhões para este ano.

O prazo de entrega vai até a meia-noite (horário de Brasília) de 30 de abril, para quem vai usar a internet. Nos outros casos, o contribuinte terá que observar o horário de atendimento das agências bancárias ou dos Correios. Quem não enviar os dados dentro do prazo terá de pagar multa de R$ 165,74.

Neste ano, a Receita Federal vem alertado os contribuintes para observarem com atenção o preenchimento da parte referente a pagamentos e doações. Ao informar os dados do pagamento, é importante demonstrar também quem foi o responsável pela referida despesa.São obrigadas a declarar o Imposto de Renda as pessoas físicas que receberam, no ano passado, acima de R$ 16.473,72 em rendimentos tributáveis (que pagam impostos). Quem teve rendimentos não-tributáveis ou isentos de impostos acima de R$ 40 mil no ano passado também terá de acertar as contas com a Receita.

O envio da declaração é obrigatório, ainda, para sócios de empresas, pessoas físicas com patrimônio superior a R$ 80 mil (pelo valor de compra) em 31 de dezembro e para quem exerceu atividade rural e recebeu acima de R$ 82,5 mil em 2008.

Os programas para o preenchimento e a transmissão dos dados estão disponíveis na página da Receita na internet. O contribuinte também pode entregar a declaração em disquete nas agências do Banco do Brasil e em formulário de papel nas agências dos Correios.

Daniel Lima

Repórter da Agência Brasil

REGIÃO: Confira o balanço das estradas e das Polícias

180 ocorrências foram atendidas na área da 12ª Companhia Independente de Polícia Militar de Meio Ambiente e Trânsito durante a Operação Semana Santa.
Entre os dias 06 e 13 de abril, foram intensificadas as atividades preventivas e repressivas, desencadeando uma grande operação com militares do policiamento de meio ambiente e trânsito rodoviário, contando com o reforço dos policiais da administração.
Entre os resultados, foram apreendidos 300 kg de pescados, 24 redes de pesca, sete molinetes, sete caniços, 63 pássaros silvestres, três armas e quatorze munições. Foram presas 24 pessoas e aplicados 180 mil reais em autuações de trânsito e de meio ambiente.
O número de acidentes e feridos praticamente não sofreu alterações em relação ao ano passado. Em compensação, não houve mortes neste ano. Em 2008, 12 pessoas perderam a vida nesse mesmo trecho no feriado da semana santa.
Os acidentes ocorreram em estradas das cidades de Ipatinga, Itabira, Lajinha, Espera Feliz, São João do Oriente, Bom Jesus do Galho, Caratinga, Coronel Fabriciano, Santana do Paraíso, Alto Jequitibá, Santa Maria de Itabira, Barão de Cocais, Ponte Nova, Marliéria, Urucânia, Pocrane, Bom Jesus do Amparo, Ipanema e Santana do Manhuaçu.
A polícia considera que a queda na taxa de mortes é fruto do trabalho de conscientização dos usuários das rodovias em relação ao cumprimento das leis de trânsito e do aumento da presença policial militar nas rodovias, por meio de patrulhamentos e operações fixas.
Nos registros da Polícia Rodoviária Federal e do Corpo de Bombeiros em Manhuaçu foram dois acidentes graves durante o feriado prolongado. A morte de um motorista em Orizânia, na BR-262, e a de um motociclista na BR-262, perto de Realeza.
Portal Caparaó

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Estradas mineiras matam 20 durante o feriadão

A imprudência e as más condições de algumas rodovias mineiras foram responsáveis por 20 mortes durante o feriado prolongado da Semana Santa. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, 13 pessoas perderam as vidas nas BRs que cortam o estado entre a quinta-feira e o domingo. Outras sete mortes foram registradas nas rodovias estaduais.
O acidente mais grave nas estradas federais foi registrado na noite de domingo, quando quatro pessoas morreram na BR-153, em Comendador Gomes, no Triângulo Mineiro. Somente nas BRs, 199 pessoas ficaram feridas em 275 acidentes. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve redução de 8,3% no total de acidentes nas estradas federais, mas aumentou o número de mortos e feridos.
Já as rodovias estaduais registraram baixa significativa no número de vítimas. Foram sete mortes, contra 30 no mesmo período de 2008, redução de 76,6%. Outros índices também despencaram nas estradas estaduais. Em 2009, ocorreram 221 acidentes, contra 292 registrados no ano anterior, um declínio de 24,32%. Outras 216 pessoas ficaram feridas, 8,47% a menos que em 2008, quando ocorreram 236 registros de feridos.
Portal Uai

MATIPÓ: Menor sai de casa e não retorna

Na última quinta-feira, dia 10, por volta das 14:00h, a menor Géssica Martins Nobre, 13 anos, residente na rua São Geraldo s/nº, no bairro Boa Esperança, em Matipó, saiu de casa vestida com uma blusa tipo "top-air" de cor branca, calça corsária preta e descalça, não retornando. A família não sabe do paradeiro da menor.
O lavrador Maurício Luiz da Silva, 30 anos, seu representante legal, comunicou o fato à Polícia Militar no dia 10, que compareceu para fazer a ocorrência e iniciar as investigações.
Pascoal Online

Polícia Civil de Manhuaçu desarticula golpe em seguro

O golpe para receber o seguro de um caminhão no valor de 103 mil reais quase deu certo. Os envolvidos com o esquema planejaram tudo, só não contavam com a inteligência da Polícia Civil de Manhuaçu. O delegado Rodrigo Vinícius conta que o motorista, os donos do caminhão e os ladrões teriam ganhos com o esquema.
O caminhoneiro Marcone Albert Oliveira procurou a polícia no dia 16 alegando que o caminhão que trabalhava foi roubado. “Ele contou que parou num posto de combustíveis de Vilanova (distrito de Manhuaçu), na BR-116, e foi ao banheiro. Quando saiu, foi rendido por dois homens e colocado num porta-malas de um carro. Os bandidos levaram o caminhão e ele foi abandonado em Leopoldina”, explica o delegado Rodrigo Vinícius.
A história começou a cair quando a equipe formada pelo inspetor Linhares e os detetives Hernesto e Reinaldo começou a verificar o rastreamento do caminhão. A empresa de monitoramento enviou um relatório sobre os locais e o itinerário percorridos. A informação não batia.
Num segundo depoimento, utilizando de técnicas de interrogatório, o delegado conseguiu que Marcone Albert confessasse. Ele entrou em contradição várias vezes e acabou admitindo que o objetivo era o seguro.
“Os dois proprietários do caminhão adquiriram o veículo há oito meses. Fizeram o seguro e viram que os fretes não estavam compensando o investimento. Tentaram vender o caminhão e só conseguiram 70 mil. Foi aí que pensaram no golpe”, conta o delegado de polícia. O esquema foi planejado pelos donos do caminhão José Maria Soares Medeiros e Matusalém Soares Medeiros, de Santa Rita de Minas.
Para dar fim ao veículo, o esquema precisava de uma quadrilha especializada. Os irmãos conheciam Robson Cimini. Ele e mais três executaram o suposto roubo do caminhão. Apesar de acusado de chefiar o grupo, Robson nega envolvimento. O caminhão até agora não foi encontrado.
DIVISÃO
A divisão do golpe foi bem estruturada. O motorista receberia cinco mil reais. Os dois irmãos ganhariam o prêmio do seguro no valor de 103 mil e a quadrilha levaria o caminhão e mais a carga de cantoneiras e barras chatas no valor de 38 mil. A empresa contratante do frete não tem envolvimento no esquema.
O grupo foi preso no dia 23 de março. Apenas os três que teriam ajudado no roubo com Robson Cimini é que ainda não foram localizados.
Segundo o delegado Rodrigo Vinícius, foram autuados por fraude de seguro (uma modalidade de estelionato), comunicação falsa de crime e furto qualificado (concurso de pessoa e mediante fraude).
Carlos Henrique Cruz

sábado, 11 de abril de 2009

Acidente mata mais um na BR-116

vra_008Saulo Gabriel Silveira Bahiense, 25 anos , do Córrego da Fama, na zona rural de Caparaó, morreu num grave acidente na tarde desta sexta, 10, no km 620 da BR-116, próximo a Orizânia.

Segundo o registro do Corpo de Bombeiros, ele dirigia um Fiat Strada GZS 5352 Orizânia e bateu de frente com a carreta VW KIG 7317 Caruaru- PE.

O motorista da pick-up perdeu o controle numa curva, invadiu a contra mão e atingiu a roda dianteira da carreta, que desgovernou, subiu no vra_003barranco e capotou na pista. O motorista da carreta foi socorrido por terceiros e o Corpo de Bombeiros de Manhuaçu, que atendeu a ocorrência, não tem a identificação.

O trânsito ficou interrompido nos dois sentidos por mais de duas horas enquanto era feita a retirada do corpo das ferragens e dos veículos da pista.

Jailton Pereira

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Polícia Militar inicia hoje operação Semana Santa

O 6º Pelotão de Meio Ambiente e Trânsito, com sede em Manhuaçu, vai realizar entre os dias 08 a 13 de Abril a operação “Semana Santa” nos dezenove municípios de sua responsabilidade. As ações ocorrerão nas rodovias estaduais com o objetivo de garantir a segurança do tráfego pelas vias e, principalmente, na zona rural dos municípios para coibir as atividades de caça e pesca predatória e degradação ambiental.
POLICIAMENTO DE TRÂNSITO RODOVIÁRIO
Nas estradas o efetivo será reforçado e as ações intensificadas para coibir infrações e prevenir acidentes de trânsito. Durante a operação será verificada a situação de trafegabilidade do veículo, habilitação dos motoristas, excesso de velocidade e possível estado de embriaguez dos condutores, para isso serão utilizados etilômetros (bafômetros).
“Para potencializar as ações teremos uma atuação diferenciada com a descentralização de recursos humanos e logísticos que serão enviados para a região de Lajinha e Mutum, permanecendo por todo o período. Para prevenir acidentes e realizar a fiscalização de trânsito teremos policiais e viaturas que terão como base de atuação o município de Lajinha e cobrirão as rodovias MG 108, MG 441 e LMG 822”, explica o Tenente Jésus.
Atualmente o maior número de irregularidades constatado é de pessoas inabilitadas conduzindo motocicletas, principalmente no período noturno. É o tipo de veículo e condutor que mais aparecem envolvidos em acidentes. “O cidadão tem que ter consciência. Para diminuir os índices de acidentes todos têm que colaborar. Conduzir um veículo sem habilitação é se expor ao perigo e proporcionar risco a integridade física de outras pessoas”, alertou.
Algumas dicas de segurança são sempre úteis para quem vai trafegar pelas rodovias, não beber e não dirigir com sono, andar com a documentação do veículo, verificar as condições do automóvel ou motocicleta e evitar ultrapassagem perigosas.
POLICIAMENTO AMBIENTAL
Com o objetivo de preservação o meio ambiente e prevenir desmates, fabricação ilegal de carvão, extração de madeiras provocada por agricultores em locais ainda ocupados por vegetação de preservação permanente e, principalmente, caça e pesca predatória, que são comuns nesta época do ano, as patrulhas ambientais serão reforçadas.
Como as atividades de pesca predatória são comuns nos feriados prolongados, as ações contemplarão patrulhamentos aquáticos, com utilização de barcos, e patrulhas às margens dos rios para coibir essas práticas ilegais.
Denuncie agressões ao meio ambiente: (33) 3339-6707 ou 3339-6727
Portal Caparaó

Acidente com carro de estudantes no Centro de Caratinga deixa uma vítima fatal

O acidente aconteceu por volta das 04 da manhã dessa terça-feira, em Caratinga, envolvendo um veículo Golf Verde com placa de Vitória da Conquista, na Bahia. O carro se chocou contra um poste na Praça Calógeras, no centro da cidade. A violência do impacto resultou na queda do transformador e quebras na estrutura base do poste. Com o susto e o barulho, minutos após moradores das imediações saíram de suas casas para ver o que havia acontecido.
O Vigilante Wilson foi uma das primeiras pessoas a chegar no local. Ele conta as primeiras cenas. "Ouvi um barulho forte e corri para ver, os jovens estavam dentro do veículo e um havia falecido no local. O carro começou a pegar fogo e ajudamos a combater as chamas". Cinco pessoas estavam dentro do veículo, todos estudantes do terceiro período de medicina: Veniciu Marques de Souza, que estava no banco traseiro e morreu na hora. O motorista Adriano Bettoni de 19 anos , e os caronas Diego Giovanni Machado, de 24 anos, João da Mata Neto, de 22 anos e Gilberto Ferreira da Silva Neto, de 26 anos foram socorridos pela equipe do Corpo de Bombeiros Voluntários de Caratinga e encaminhados ao Pronto Atendimento Municipal. De acordo com o comandante da equipe do Corpo de Bombeiro, William Batista, tão logo foi chamada a equipe se deslocou para o local e retirou as vítimas do veículo. Três deles com diversas escoriações. O que teria provocado o acidente ainda está sendo investigado. Embriaguez? Excesso de velocidade? Ou até mesmo as duas hipóteses reunidas podem ter sido a causa do acidente que feriu quatro estudantes e culminou na morte de um. Sargento Ronalado Evangelista, da Polícia Militar, foi quem prestou o atendimento. E em conversa com a equipe de jornalismo, ainda no local do acidente, relatou que pelo estado de destruição do veículo, há fortes possibilidades de excesso de velocidade. Além disso, testemunhas que estavam acordadas, em especial, vigilantes, afirmaram ter visto o veículo passar em ruas da cidade em alta velocidade.

A família do estudante Veniciu Marques de Souza, que reside no estado da Bahia foi avisada sobre seu falecimento. Na manhã de hoje, o poste contra o qual o carro se chocou foi substituído. O fornecimento de energia elétrica em parte da Praça Calógeras estava interrompido. Funcionários da Cemig foram até o local para prestar os trabalhos de manutenção. Dois dos envolvidos no acidente estão sendo ouvidos na 36ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

Motorista detido O estudante Adriano Bettoni, de 19 anos, condutor do veículo Golf, que se envolveu no acidente confirmou que ele e os quatro amigo bebiam em bares da cidade, horas antes do acidente. Os amigos haviam começado a beber desde às 22h de segunda-feira, e por volta das 3h resolveram ir para casa. Ainda segundo relatos do estudante, ele dirigia a uma velocidade de aproximadamente 60 km/hora e que devido a pista molhada, não conseguiu realizar a curva e se chocou contra o poste da Praça Calógeras, no centro da cidade.

acicaratinga3De acordo com a delegada Nathália Magalhães, o estudante Adriano responderá por crime doloso, com a intenção de matar, por ter confessado estar embriagado e ter colocado em risco sua vida e a de outras pessoas ao dirigir sob influência de álcool. Ainda conforme relatado em entrevista, a delegada informou que o jovem está abalado por ter perdido o amigo e confuso, diante do impacto do acidente.O jovem estudante ficará detido.

Fonte: Tv Super Canal Caratinga

terça-feira, 7 de abril de 2009

Governador discute renegociação de dívidas da cafeicultura

O governador Aécio Neves e o secretário de Estado de Agricultura, Gilman Viana, reúnem-se, nesta quarta-feira (8), em Brasília, com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Eles irão discutir as reivindicações do Governo de Minas e dos produtores rurais para a cafeicultura brasileira. O governador entregará ao ministro a Carta de Varginha. O documento foi elaborado durante o movimento S.O.S. Cafeicultura, realizado na cidade do Sul de Minas, no dia 16 de março, com a participação de aproximadamente 25 mil cafeicultores do país.
Entre as reivindicações está a conversão das dívidas financeiras do setor em sacas de café a um preço base de R$ 320 por saca, com pagamento num prazo de até 20 anos. A primeira parcela do pagamento seria em novembro de 2010. Caso o mercado apresente preços mais remuneradores que o valor de referência na data do pagamento da prestação, cabe ao produtor optar pela entrega do produto físico ou quitar a prestação em dinheiro.
Leilões
O Governo de Minas e os produtores também reivindicam a implantação, pelo governo federal, de um programa de leilões de Opções Públicas de Venda de Café com suporte orçamentário de R$ 1 bilhão. O objetivo é evitar o excesso de oferta do produto.
A dívida dos cafeicultores brasileiros está estimada em R$ 4,2 bilhões. Também participam da reunião em Brasília o presidente da Faemg, Roberto Simões, o presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Gilson Ximenes, o presidente da Comissão Nacional do Café da CNA, Breno Mesquita, e o presidente da Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Três Pontas (Cocatrel), Francisco Miranda. Minas Gerais é o maior produtor de café do Brasil. Em 2008, a produção mineira foi de 23 milhões de sacas, cerca de 50% da safra nacional. O café é o principal produto da pauta de exportações do agronegócio estadual. No ano passado, as vendas de Minas para o mercado internacional movimentaram US$ 3 bilhões. No Brasil, a cadeia produtiva do café gera 10 milhões de empregos diretos e indiretos. As lavouras de café estão presentes em 1,8 mil municípios do país.
Agência Minas

IPVA para caminhões começa a vencer dia 15

Os proprietários de caminhões, que tiveram o prazo de pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), relativo a 2009, prorrogado para abril, precisam estar atentos. Começa a vencer no próximo dia 15 o prazo para quitar o imposto. Os contribuintes poderão pagar à vista com desconto de 3% ou parcelar em até três vezes, seguindo a escala por final de placa do veículo, estabelecida pela Secretaria de Estado de Fazenda.

A prorrogação de janeiro para abril foi determinada pelo governador do Estado, em face das dificuldades enfrentadas pelos prestadores de serviço de transporte de cargas em Minas Gerais, decorrentes dos efeitos da grave crise econômico e financeira internacional, com a redução de contratos de fretes.

Alcance

Essa medida alcança mais de 267 mil caminhões existentes em todo o Estado , cuja arrecadação de IPVA para 2009 é estimada em R$ 120 milhões, recolhendo o imposto com uma alíquota de 1%. Os 10 municípios mineiros com o maior número de registro de caminhões são Belo Horizonte, Contagem, Uberlândia, Betim, Juiz de Fora, Uberaba, Montes Claros, Divinópolis, Sete Lagoas e Governador Valadares.

Vale lembrar que 50% do valor do IPVA são creditados diretamente ao município onde o veículo foi emplacado. Portanto, da arrecadação prevista para 2009, foram postergados R$ 60 milhões pertencentes ao Estado e R$ 60 milhões aos municípios, que também contribuem na adoção dessa medida emergencial.

Confira a escala de pagamento para veículos do tipo caminhão e caminhão trator pelo site: http://www.fazenda.mg.gov.br/noticias/ipva_caminhao.html

Assessoria de Comunicação Social/SEF

José Alencar recebe homenagens e "toca" viola com Lula e Aécio

O vice-presidente José Alencar foi homenageado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante a solenidade de comemoração dos 50 anos de criação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), na segunda-feira à noite, em Montes Claros, no Norte de Minas. Lula se emocionou ao homenagear o vice-presidente, lembrando como eles se conheceram.
Ele afirmou que Alencar é um exemplo de moral, ética e perseverança. "Não sei se algum (próximo presidente) terá felicidade de ter um vice da qualidade de José Alencar", disse Lula. "Nunca perdi um minuto de sono por estar viajando e o José Alencar estar na Presidência", acrescentou. Lula lembrou da história de superação de Alencar na luta contra contra o câncer e elogiou a sua postura. "Graças a Deus você está vivinho da Silva. Já provado e aprovado em três operações. Quando a gente está na beira do caixão, morto, todo mundo é bom, mas o que é prazeroso é ouvir elogios que você ouviu na frente do seu filho. Que Deus lhe dê mais 20 ou 30 anos de vida”, comentou opresidente, com a voz embargada.
Em entrevista, o vice-presidente contou que havia feito uma brincadeira com Lula: “Quando eu cheguei, o presidente disse assim: você é o cara. E eu disse: não, eu sou o vice-cara.”
Alencar também foi saudado pelo governador Aécio Neves. Foi homenageado ainda pelos governadores do Nordeste e ministro que participaram do evento.Antes da solenidade , houve uma apresentação de um grupo de serestas. Lula, Alencar e o governador Aécio Neves posaram para as fotos, com cada um deles com uma viola nas mãos, encenando tocar o instrumento.
Portal Uai

RAUL SOARES: Menor de 15 anos é estuprada

Uma adolescente de apenas 15 anos, identificada como JKA, foi estuprada no último sábado (04/04). De acordo com relato da vítima, quando ela passava pela avenida Antônio Lacerda, na Vila Sodré, em Raul Soares, foi surpreendida por um indivíduo gordo, alto, barbudo, trajando camisa branca, bermuda preta e conduzindo uma bicicleta.

O elemento agarrou a garota pela mão, puxando-a e obrigando-a a adentrar em um matagal próximo e manter relação sexual com ele, sob agressões e ameaças de morte, caso ela reagisse.

A vítima foi conduzida até o hospital local, acompanhada da mãe, onde o crime foi constatado pelo médido.

A Polícia continua em rastreamento.

Fonte: Pascoal Online - Raul Soares

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Brasília: Contorno Rodoviário de Manhuaçu será construído

Manhuaçu busca recursos para construção do contorno rodoviário em Brasília. Uma comitiva formada pelo prefeito Sérgio Breder, o presidente da Câmara, Toninho Gama e Maurício Breder, acompanhados dos deputados federal Paulo Abi-Ackel e estadual Sebastião Costa, esteve na capital federal reunida com o Ministro das Relações Institucionais do Governo Lula, José Múcio Monteiro. O ministro garantiu que o projeto do contorno rodoviário de Manhuaçu é prioridade. Com a construção desta importante obra será retirado o trânsito de veículos pesados do perímetro urbano de Manhuaçu, o que prejudica em muito os moradores dos bairros que ficam próximos à BR 262. O fluxo de carros na rodovia que liga Belo Horizonte a Vitória (ES), é muito grande e divide a cidade em duas. Escolas, APAE, creches e bairros inteiros vivenciam o problema diariamente.

RECURSOS ASSEGURADOS

Os recursos foram assegurados no orçamento do governo federal pelo deputado Paulo Abi-Ackel. Mesmo diante da crise mundial, o ministro José Múcio reafirmou que o dinheiro para a construção do contorno será mantido na previsão orçamentária. Para o Prefeito Sérgio Breder foi uma visita gratificante. “Sentimos uma firmeza muito grande dele no sentido de liberar os recursos para a obra do contorno. Será uma obra que trará um grande benefício para Manhuaçu e região. Atualmente, as duas maiores obras que o povo tem reivindicado são o pronto atendimento, que deveremos inaugurar em setembro, e o contorno rodoviário, que eu espero começar muito em breve”, afirmou. Sérgio Breder ainda agradeceu o empenho do ex-deputado federal Mário Assad Jr., que durante seu mandato se empenhou na causa do contorno. O deputado federal Paulo Abi-Ackel analisa que o saldo da reunião foi extremamente positivo: “O ministro se comprometeu comigo e com os membros dessa comitiva no sentido de tomar todas as providências concretas de modo a dar início a obra ainda nesse ano, de preferência primeiro semestre”. “Eu me sinto muito feliz e honrado nesse momento especial para Manhuaçu”, reforçou o deputado federal.

INVESTIMENTOS FEDERAIS

Para o deputado estadual Sebastião Costa, a obra depende de recursos federais. Ele explica que “com toda a sua competência e eficiência, reconhecida por todos, inclusive pelo Governador e pelo Vice, o Prefeito Sérgio Breder tem recursos limitados e não tem como investir em obras como o contorno”. Na reunião da comitiva com o Ministro José Múcio, o presidente da Câmara, Toninho Gama, relatou as principais demandas da comunidade. Os moradores dos bairros São Vicente, Alfa Sul, Nossa Senhora Aparecida, São Jorge, Bom Jardim e Ponte da Aldeia pagam um preço muito caro por isso, arriscando a vida na travessia da rodovia. Para o presidente da Câmara de Vereadores de Manhuaçu, existe uma outra conquista com a construção do contorno: O desenvolvimento com abertura de outras opções para o crescimento da cidade. Encerrando a reunião, o ministro José Múcio, disse vai priorizar a execução do projeto, ainda mais que já existem mapeamento e licitação para o serviço.

Luiz Nascimento/Carlos Henrique

Políticos de Rio Casca são recebidos pelo Vice-Governador Anastasia

Uma comitiva de políticos da cidade de Rio Casca manteve audiência com o Vice-Governador do Estado de Minas, Antonio Augusto Anastasia, com objetivo de promover iniciativas junto aos programas governamentais voltadas ao bem estar dos rio-casquenses.
O encontro aconteceu no último dia 2 de abril em Belo Horizonte quando Anastasia, com sua habitual cortesia, recebeu a presidenta da Câmara de Rio Casca, Marleyde de Paula “Leidinha”, mais os lideres políticos Waldyr Alvarenga, Cosmo e Itagiba Rabelo, acompanhados pelo advogado Mauro Bomfim, especialista em Direito Público.
Durante a audiência o grupo visitante aproveitou a oportunidade daquele importante contato para informar e esclarecer ao vice-governador da necessidade de mais empenho para investimentos no âmbito social e a imediata inserção de Rio Casca na pauta de prioridades e meta do governo, com as quais poderá ser amenizada a crise que assola a comunidade rio-casquense, assim como em toda a região.
Foram discutidos, também, assuntos da atualidade envolvendo a política de nosso país, das Gerais e, em especial, assuntos de interesses da população rio-casquense que espera, em breve, ter uma solução definitiva para seu destino político/administrativo.
O vice-governador, Anastásia, agradeceu pela visita, colocou as portas do Governo de Minas à disposição dos representantes recebidos e que estavam ali para tratar de interesses comuns da coletividade. Os rio-casquenses, lisonjeados, se sentiram satisfeitos e convictos de que saiam daquele encontro, certos da integridade moral e da ilibada conduza do professor Antonio Anastásia que demonstrou ser político sério e técnico, totalmente diferente de muitos.
Fonte : Jornal Raul Soares

domingo, 5 de abril de 2009

Prefeito de Mariana é cassado pelo TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a decisão de primeira instância da Justiça Eleitoral de Mariana, que cassou o prefeito, Roque Camello (PSDB), e o vice, José Antunes Vieira (PR). A sessão foi realizada na noite de terça-feira. Camello é acusado de compra de votos. Em julho do ano passado, ele teria reunido professores contratados pela prefeitura e prometido que, caso fosse eleito, renovaria os contratos. O juiz local, Paulo Roberto, aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público (MP) e cassou o registro da chapa. Os candidatos recorreram ao Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), que, por três votos a dois, reverteu a decisão do juiz de Mariana, mantendo os registros. Porém, o MP e a defesa de Terezinha Ramos (PTB), adversária do tucano nas eleições de 2008, recorreram ao TSE questionando o prazo do recurso apresentado pelos advogados de Camello e Vieira no TRE-MG, em setembro. Agora, os ministros do TSE reconheceram a alegação, ou seja, consideraram o recurso do prefeito eleito no Tribunal Regional intempestivo, isto é, apresentado fora do prazo. Com isso, fica mantida a decisão do juiz eleitoral, considerada já transitada em julgado, portanto, irrecorrível. O questionamento deve-se às interpretações diferentes de uma Corte e outra sobre a legislação. O TRE-MG adota o Código Eleitoral, que confere direito de três dias para apresentação de recursos após publicação da decisão em instância inferior. Porém, o TSE reconhece a Lei das Eleições, que oferece apenas um dia para a defesa. Camello e Vieira não foram destituídos dos cargos automaticamente. Após a publicação do acórdão do TSE, a defesa pode apresentar embargos à decisão, o que foi prometido ontem em nota enviada pela Prefeitura de Mariana.

Só após o julgamento desses recursos – e se eles forem negados - é que a cassação será cumprida. A expectativa de um dos advogados de Terezinha, Wederson Siqueira, é que o prefeito e o vice saiam em até três meses para que sua cliente ocupe a chefia do Executivo municipal. Como Camello obteve menos da metade dos votos válidos (42,5%), a eleição não pode ser anulada, como determina a legislação. Confirmada a cassação, quem vai assumir o cargo é o segundo colocado na disputa, no caso, Terezinha, que teve 34,5% dos votos válidos.

Fonte: O Tempo

Aposentado morre enquanto dirigia em Manhuaçu

acidntespam1_2O aposentado José de Paula Barbosa, 66 anos, da Marmoraria Bom Jardim, morreu por volta de 8 horas deste domingo, na rua Agenor de Paula Salazar, na Ponte da Aldeia. Aparentemente, ele teve um infarto enquanto dirigia o veículo.

Segundo o registro do Corpo de Bombeiros, José de Paula dirigia no sentido Luisburgo para Ponte da Aldeia quando passou mal na direção do Fiesta. Ele saiu da pista e caiu na entrada do lavador de carros, em frente a SPAM/antiga Parmalat.

acidntespam1O Corpo de Bombeiros adotou os procedimentos de urgência para reanimá-lo, mas sem êxito. Barbosa da Marmoraria, como era conhecido, já havia sofrido dois ataques cardíacos e passou por uma cirurgia, segundo familiares.

Jailton Pereira